quarta-feira, 25 de março de 2009

FAO e o meu verdadeiro Eu

Já tem um tempo que eu comecei o tratamento com os FAO (Fatores de Auto organização).
É um tratamento muito doido, que usa 7 elementos homeopáticos com o objetivo de fazer meu organismo se auto-organizar, trazendo "mais resistência orgânica, melhor clareza emocional e possibilidades de recriar as próprias escolhas, desprogramando os padrões de crença que levam ao adoecimento", além de despertar na minha pessoa o meu verdadeiro Eu.
Aí que começa a confusão... e quem disse que o meu verdadeiro Eu está se adaptando bem à minha pessoa??? Tá dando conflito...
É fato que as pequenas chatices somáticas que me perturbavam estão desaparecendo, só resta a alergia respiratória, que é algo kármico, e até onde sei o tratamento não pretende curar karmas.
Mas pô, tô me sentindo muito estranha porque agora só consigo pensar em uma coisa de cada vez (ou duas), em vez de 20. Eu me dava tão bem com meu modo Windows de pensar, e agora tenho que me adaptar ao DOS. Tudo bem que o Windows travava de vez em quando, e que tantos pensamentos incessantes às vezes me tiravam o sono e me deixavam ansiosa. Mas precisava ser tão radical a mudança? Não podia o meu verdadeiro Eu pensar em uma 5 coisas eu mesmo tempo? Só por um tempo, pra eu ir me acostumando com a idéia...
Outra coisa muito diferente no meu verdadeiro EU é o fato de não conseguir "planejar" coisas com muita antecedência. Tipo, minha pessoa costumava acordar na 2a feira já sabendo o que fazer até o próximo domingo, pois tinha passado a noite em claro pensando nisso tudo. Pouco importava se tudo ia mudar ao longo da semana, e eu ia ficar histérica por ter que mudar meus planos. Só o fato de ter programado tudo era tão reconfortante... Agora o meu verdadeiro Eu não consigue nem marcar a manicure com 1 semana de antecedência, porque não sabe o que vai estar com vontade de fazer no próximo fim de semana. Pode isso? É revoltante essa indecisão!!!
Mas o que mais me deixa preocupada a respeito dos meus novos "sintomas" é que essas são características que eu sempre associei ao modo de pensar masculino. Será que meu verdadeiro Eu é um homem?????????????????????

2 comentários:

Pecin disse...

Não, meu bem.
O seu verdadeiro eu é bem mulher, eu posso assegurar...

Anônimo disse...

Baiana, eu?!
qual foi a "frequencia" ou dinamização = aquele numero que vem junto com o remedio que voce tomou do FAO???
Tô pesquisando essa "doidera", eheheh
Abraço, e...
continue no blog